Repetto Paris

Sacola
Buscar no site

60 anos do modelo Cendrillon

Para comemorar o aniversário de 60 anos do modelo Cendrillon, o ícone da Maison Repetto, mais de 60 artistas de renome se reuniram em torno do projeto da Fundação “Danse pour la Vie”, dando livre curso à sua inspiração nos produtos atemporais da marca: bailarinas e tutus. Uma coleção unica foi criada e exposta na loja Repetto, 22 rue de la Paix, em Paris, antes de iniciar uma turnê mundial de Nova York a Montreal, Seoul, Londres, Milão, Tóquio, Hong Kong, Sydney, Cingapura ...
Agora essa exposição chegou a São Paulo, Shopping Morumbi, de 18 à 4 de setembro 2016.
Avenida Roque Petroni Júnior, 1089 Jardim das Acácias - São Paulo – SP.

Ai Tominaga

Repetto loves art

A exposição traz o grande ícone da marca – a Cendrillon – em releituras assinadas por profissionais que, com seus olhares distintos e diversos, únicos e criativos, emprestam à sapatilha um visual novo e mudam a nossa relação com ela, que, muitas vezes, encontra na releitura um novo motivo de “ser”. O resultado é uma brincadeira com nossos sentidos e sentimentos, algo muito semelhante ao efeito da dança no espectador – e a dança, como era de se esperar, é parte indissociável da história da Repetto.


A história da Repetto, aliás, compõe a exposição, que resgata um pouco da trajetória lúdica e inspiradora desses calçados que já estiveram nos pés de artistas das mais diferentes áreas e estilos. Brigitte Bardot é apenas uma na lista que inclui Serge Gainsbourg, os Rolling Stones, Marc Jacobs e até Michael Jackson. Seu famoso moonwalk é adornado por uma Repetto!


Não há dúvidas de que o amor pela arte é um dos principais ingredientes para a criação do ícone que se tornou a Cendrillon e uma das características mais marcantes da Repetto. Repetto loves art é o resultado de anos de história da marca e uma celebração da arte como elemento indissociável da moda e de nossas vidas.

Repetto Paris

Por trás de todo ícone há uma história fascinante

Rose Repetto, em 1947, foi convencida pelo seu filho, Roland Petit, a produzir as primeiras sapatilhas para dançarinos. Nada mais natural que seu ateliê ficasse próximo à Opéra Nacional de Paris, conhecida também como Opéra Garnier. A qualidade das sapatilhas e o trabalho meticuloso de Rose chamaram a atenção e ninguém menos do que Brigitte Bardot. Foi especialmente para BB, como era conhecida a atriz, que, em 1956, foi criada a sapatilha Cendrillon. O filme “E Deus criou a mulher” lançou as sapatilhas para a fama junto com BB.


Em 1959, já com a consolidação da Cendrillon, a Repetto abriu sua primeira loja na Rue de la Paix, 22. Até hoje, esse é o principal endereço da marca que, desde então, firmou parcerias importantes com Issey Miyaki, Yohji Yamamoto, Comme des garçons, Karl Lagerfeld e outras. Em 2007, a fundação Danse pour la vie reforçou o compromisso da Repetto com a arte ao voltar suas atenções para a reintegração de crianças por meio de expressões artísticas. De olho na importância na formação de profissionais especializados em trabalhar com couro, em 2012 é lançada a Escola de Formação de Artesãos da Repetto – consolidação e celebração do trabalho artesanal e cuidadoso que marcam a qualidade de seus calçados.